terça-feira, 28 de março de 2017

Mudando minha alimentação, mais consciência, mais conhecimento, melhores escolhas

Há algum tempo, eu vinha meio insatisfeita com o meu corpo e minha saúde física. Sabe quando você percebe que precisa fazer algo para mudar o estado de coisas, e sabendo que é complexo e demanda força de vontade, fica adiando?

Pois então, eu estava desse jeito, numa inercia de fazer vergonha! O cansaço, a falta de tempo e a preguiça de pensar estavam conduzindo a situação. E eu ali sentada na zona de conforto!

Daí, um dia, navegando pela internet encontrei um link falando sobre a Semana de Alimentação Extraordinária, uma série de vídeos com Flávio Passos a respeito de saúde. Era gratuito e eu me inscrevi!



Assisti a todos os vídeo, baixei os e-books e comece a seguir algumas sugestões. O Flávio Passos fala sobre um conceito amplo de saúde, que envolve alimentação saudável, prática de atividades físicas, bom sono, vida produtiva, bons relacionamentos e felicidade. Ele quebra vários paradigmas antigos sobre alimentação, como a importância de ingerir gorduras boas diariamente, além de falar sobre os malefícios da ingestão dos açúcares e do trigo. Indica opções de alimentos saudáveis, ensina receitas e te deixa completamente à vontade para que fazer as adaptações que julgar necessárias, a fim de atender a sua individualidade. 

Tem uma frase dele que eu gosto muito: "Não tente ser perfeito, num mundo imperfeito". Procure fazer o melhor que você puder para o momento.

Na sequência da Semana de Alimentação Extraordinária, ele lançou uma nova turma do seu curso. Pensei um bocado e me inscrevi no "Coma fora da Caixa". Gente, é muito bom!! Eita, decisão acertada! O que ele fala é música para meus ouvidos. Informações com bases muito boas, com indicação de leituras, caso você queira aprofundar seus estudos. É o tipo de pessoa que pratica aquilo que fala. Estou muito feliz e animada com o curso e com as novas possibilidades para transformar a minha alimentação e a minha saúde.

Hoje, eu estou praticando o desafio inicial de evitar o consumo de trigo por 30 dias, somado à redução do consumo de açúcares, por minha conta. É simples e complexo ao mesmo tempo. Olhei a minha alimentação e vi que a base era trigo, no café, no almoço e sobretudo, no jantar. Pensei: e agora? o que eu faço? Comecei do começo. Resolvi experimentar o desafio para tirar as minhas próprias conclusões.

Assim, suspendi o consumo do trigo e dos açúcares. Senti falta das massas e dos doces, senti dor de cabeça, fiquei ansiosa e muito mal humorada nos primeiros dias. Aos poucos, eu estou me acostumando a comer outros alimentos, encontrando alternativas, pesquisando receitas e ingredientes diferentes. Tenho cozinhado mais e ando me sentindo muito bem. Não tive mais dores de cabeça e estou mais disposta e atenta. As mudanças no meu corpo, como a diminuição do inchaço e a perda de peso, são consequências do comer bem!

Tirar os excessos da alimentação e escolher aquilo que me faz bem, também é Minimalismo!

E aí, que tal se desafiar um pouco?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minimalismo em ação, hora de avançar.

Para mim o Minimalismo é um movimento constante e dinâmico. Tenho descoberto que é possível ser minimalista em muitas coisas que eu faço. E ...