sexta-feira, 21 de julho de 2017

Fazendo bom uso da tecnologia disponível, fugindo do sonho virtual

A tecnologia é algo que parece fazer parte da vida da maioria das pessoas. É comum o uso de computadores, tablets e smartphones nas atividades do cotidiano, muitas vezes, penso em como vivíamos antes de toda essa tecnologia. Por meio dos celulares temos acesso a muito. E esse celular que facilita a vida, também, pode atrapalhar.




Que a tecnologia é necessária, não resta dúvida. A questão é como fazer bom uso dela. Escolher a forma e quando usar é o primeiro passo. Convenhamos, é muito fácil pegar o celular e a partir de um toque na tela, se perder por horas.

O bendito celular se transformou em uma extensão do nosso próprio corpo. Quem já se sentiu meio perdido ao esquecer o celular em casa? Por meio dele resolvemos coisas práticas, como pagar contas sem sair de casa, por exemplo, gosto disso e uso muito. Temos a possibilidade de obter informações de modo rápido e nos mantermos atualizados. O mais incrível, na minha opinião, é a possibilidade de me manter em contato com as pessoas.

Para mim, o fato de poder falar com minha família com facilidade é algo sensacional, ajuda, conforta, facilita o dia-a-dia. Mas, lembre-se, uma mensagem por whatsapp não substitui uma conversa ao vivo, em cores e pessoalmente, viu?! Não, mesmo!!! Nada de terminar namoro por whatsapp!

O Minimalismo vem gritando: o que é importante para você, de verdade?

Tudo isso seduz. As redes sociais são uma revolução. Parece uma enxurrada de informações sem fim, um assunto leva a outro, que leva a outro. Sério! É preciso estar atento, pois do contrário, a enxurrada vai nos levando embora, não sei pra onde. O celular vai ocupando mais e mais espaço na vida. Ele vai corroendo o tempo de trabalho, de estudo, de lazer e, o mais assustador, ele vai comendo o tempo que você poderia se dedicar aos seus relacionamentos com sua família e amigos! Ele vai te deixando ausente, mesmo estando presente! Perdido em meio a cliques enquanto o jantar com seu filho, amigo, namorado está passando. Detalhe, esse tempo aí não volta mais! Daí, chega uma hora que é preciso acordar desse sonho virtual e repensar. Sei que sou a "rainha" do repensar, mas é preciso, né não? É urgente!!!

Eu estou fazendo isso agora mesmo e como eu deixei que o danado do celular ocupasse muito espaço na minha vida, estou pensando em algumas atitudes que vou tomar, a partir de hoje, para sair do automático na presença do smartphone.

- Ao acordar pelo despertador do celular, simplesmente desligar e levantar. 

- Configurar o whatsapp para aparecer e soar apenas as notificações dos meus contatos favoritos.

-  Verificar o e-mail pessoal quando chegar ao trabalho e ao final do dia.

- Verificar o e-mail profissional e mantê-lo aberto ao longo do dia.

- Acessar grupos do whatsapp, Facebook, Instagram e Pinterest  ao final do dia. Não usar à noite quando chegar em casa. Nos finais de semana, usar uma vez ao dia.

- Acessar Youtube apenas nos finais de semana, uma vez ao dia.

- Fotografar quando oportuno, mas priorizar o viver as experiências. 

- Não postar fotografias de momentos pessoais nas redes sociais.

Junto a tudo isso a ideia é viver as experiências da vida. Lembrando que embora as redes sociais sejam a revolução desse tempo, muito do que está postado ou compartilhado é propaganda de venda de produtos, serviços e de uma vida de fantasia.

E aí, faz sentido para você?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abrindo o baú de memórias

Ultimamente, estou às voltas com as lembranças que surgem a cada vez que tenho contato com os pertences da minha mãe. Coube a mim a ...