quarta-feira, 19 de julho de 2017

Vamos desenferrujar e colocar a vida minimalista em movimento??

Pois é, ando meio perdida na minha vida minimalista. Verdade! Sinto que algumas coisas estão consolidadas e outras nem tanto. Para sair desse estágio, percebo que está na hora de me desafiar novamente. Quero uma dose extra de energia para fazer a vida minimalista alcançar um novo patamar! Vamos juntos?



Sejamos honestos. Há algumas áreas da nossa vida que são mais desafiantes, não é mesmo? Quando nos deparamos com alguma questão relacionada a ela, a chance de estarmos repetindo aquele comportamento é grande. Assim ao transitar por esse espaço é preciso tomar cuidado.

De todo modo, acredito que a cada vez que retornamos a um ponto delicado, temos a chance de avançar um pouco, deixar de "pisar em ovos" e aprender mais como lidar com essa tal dificuldade.

Em termos de minimalismo e de mudança de hábitos de consumo, confesso que ainda encontro dificuldades. Mesmo com 4 anos de prática, há momentos da minha vida que consumo mais que o necessário; uma espécie de descontrole, distração e instabilidade emocional toma conta de mim e eu entro no consumo desnecessário. Portanto, esse é um terreno delicado para mim.

Por isso, vou me desafiar a diminuir o uso do velho cartão de crédito e a não comprar roupas por algum tempo. Quero dizer que o consumo atual não é nem de longe igual ao consumo de 2013, mas quero avançar um pouco mais e acho que vale à pena o desafio.

E por aí, Minimalismo caminhando?

2 comentários:

  1. Meu próximo desafio minimalista é em relação ao consumo de redes socias. Quero minimizar o tempo que passo em facebook, twitter, whatsapp.
    Dedicar mais tempo à leitura, yoga, meditação, escrita. Quem sabe até cozinhar (sqn, esse patamar vou deixar para trilhar mais tarde).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele, escrevi um texto sobre tecnologia hoje. Também pretendo minimizar o uso do celular e distribuir esse tempo em coisas mais enriquecedoras. Sexta o texto será publicado.

      Excluir

Abrindo o baú de memórias

Ultimamente, estou às voltas com as lembranças que surgem a cada vez que tenho contato com os pertences da minha mãe. Coube a mim a ...