terça-feira, 24 de outubro de 2017

Aprenda sobre a dinâmica da vida

Repensar é meu lema. Aprendi que flexibilizar os pensamentos e atitudes conforme a situação é algo sábio. E surpreendente.




Aparentemente, ter regras e definições claras facilita a vida, assim quando aparece o problema, é só aplicar as diretrizes! Nã, não... Não se engane! Descobri que regras e definições demais deixa a vida estática. E a vida por si é dinâmica. É preciso movimento para existir vida.

Mesmo que você encontre uma situação parecida com algo que você já viveu. A situação nova é diferente. O tempo passou, você mudou e, o cenário é outro. Você está diante de algo nunca visto antes. A sua experiência é válida como background e, assim como, a maturidade é positiva. No entanto, na hora que surge uma nova história, é hora de botar a cabeça para pensar, dialogar e buscar uma nova alternativa.

Parece algo intrínseco à vida. E se pensarmos sobre várias situações que vivemos, no papel de pai, mãe, filho, amigo, profissional, talvez esse raciocínio faça sentido para você.

Para mim, ser mãe é algo que me ensina a aprender e reaprender a viver todos os dias. Cada nova fase da vida das meninas corresponde a uma nova fase da minha vida. Quando elas eram bebês, eu lidava com certas situações, depois vieram a infância, a adolescência, a fase universitária, a fase adulta, e novas situações continuam surgindo. É dinâmico, há movimento. Eu me vejo superando dificuldades pessoais e estreando um novo modo de resolver as questões da vida o tempo todo. É uma maneira de viver, sabe? Se você não é mãe ou pai, o mesmo acontece no se relacionar com seus pais, irmãos, amigos, chefe.

Cheguei à conclusão que são nos relacionamentos que verdadeiramente se aprende sobre a vida. É como se fosse um treino para o que acontece nas várias esferas. É a base para o desenvolvimento na vida. Estou feliz por sentir a grandeza dos relacionamentos e por estar disposta a adentrar nesse mundo.

Te convido a pensar sobre a importância dos relacionamentos em sua vida e sobre a forma como você se relaciona, bem como, sobre o que isso diz sobre você.

Um comentário:

  1. Andreia,

    Gostei do seu post.

    Até o mesmo cenário visto por 2 pessoas ao mesmo tempo terá interpretações diferentes, pois cada uma possui uma história de vida diferente.
    Por isso, muitas vezes ao tentarmos "encaixar" algumas situações específicas em regras ou definições, além de deixarmos a vida muito estática, estamos no caminho certo para a decepção e para a frustração.

    Abraços,

    ResponderExcluir

Você tem fome de quê?

Tempos atrás eu fiz uma reflexão bem interesse sobre a possível causa do consumo por impulso e sem motivo. Da reflexão nasceu o texto   O ac...